NOSSA EMPRESA

BEM VINDOS A HITMAKER AUDIO

Marcelo Quintanilha é paulistano e cresceu num meio musical. Em 1992, aos 23 anos, “Quinta”, como se tornou conhecido, classificou-se como o “compositor mais jovem” entre os finalistas do Festival da Record, com a canção Domingo Outra Vez, homenagem aos festivais dos anos 60. 

Seu CD de estreia, Metamorfosicamente, de 1995, tem repertório quase todo de composições próprias e inéditas. Entre as poucas regravações, uma homenagem a Gilberto Gil, uma de suas maiores referências. 

Em 1996, foi indicado ao prêmio APETESP de Melhor Canção, por composição para a peça Desce do Muro, Moleca (com direção teatral de Marcus Vinícius de Arruda Camargo). 

Quinta, seu segundo CD, lançado em 1998, é um trabalho basicamente acústico, que traz Carinhoso, de Pixinguinha, como única regravação. 

Em Sala de Estar, de 2003, aprofundou a referência recorrente à sonoridade dos anos 60 e 70. 

Esta sua preferência por projetos “temáticos” levou-o a gravar, em 2005, o original Mosaico, assinado por 13 diferentes produtores paulistas, cada um encarregado de uma faixa, bem como de um dos 13 trechos que compõem a faixa-título conceitual, Mosaico.

Em 2006lançou o CD Pierrot & Colombinaem parceria com sua esposa, a cantora Vania Abreu, reunindo clássicos da música popular com temas e referências à grande festa popular. Um verdadeiro conto de carnaval. 

Em 2008, apresentou seu quinto disco, Quinto. Um CD diferente, com uma postura mais rock’n’roll, de contestação, sem fugir de suas raízes, a MPB. 

Participou de projetos do SESC SP comoo “Bem-Casado”,ao lado de Vania Abreu, “Homens de Chico”, com Fabio Cadore e Renan Barbosa, e “Chico 70 anos – Canções Políticas”.

Em 2012, lançou “Cumulus Sambas” em parceria com o músico Camilo Carrara. Um repertório todo formado por sambas e suas vertentes, que como o próprio nome sugere, foi lançado apenas pela internet, com distribuição unicamente digital. 

Em 2016, o nono album de sua carreira: “Eu Inteiro Só”, (album solo) lançado no mercado virtual em 2015. 

Faz parte, com Jota Velloso e Thathi, do coletivo “Os Marchistas”, banda que desde o carnaval de 2013 vem se destacando na folia de Momo com seu show contagiante e irreverente. Em 2014, Os Marchistas lançaram seu primeiro CD, homônimo.

Parceiro em muitas canções de Daniela Mercury, Carlos Careqa, Tenison Del Rey, entre outros, Marcelo Quintanilha já foi gravado por artistas como Vania Abreu, Padre Fabio de Melo, Belô Veloso, Péri e Nando Reis.

No inicio de 2018, lançou pela gravadora DECK o album CAJU, homenagem aos 60 anos do nascimento de Cazuza.O trabalho vem sendo sucesso tanto de público quanto da crítica especializada, tendo inclusive incluída a faixa ‘Exagerado” na novela ‘As Aventuras de poliana” do SBT.

No final do mesmo ano, também pela Deck, chegou às plataformas digitais o Single “Cancão de Desacato”, música com discurso forte e letra de contestação e indignação com a ética e a política do país.

Em janeiro de 2019, dois lançamentos pela gravadora Deck marcam o início de um ano cheio de perspectivas e novidades: o Single "Essa Nação", que traz outra canção política pontuando, logo no primeiro dia do novo ano e do novo governo, a posição do artista sobre qual é sua gente e o seu país. 

Ainda no mesmo mês, um ano após o lançamento de CAJU, Marcelo Quintanilha lança "CAJU AO VIVO', com o repertório do show que vem rodando o país, para celebrar mais uma vez o sucesso desse projeto tão bem recebido pela crítica e pelo público.

 

http://www.facebook.com/marceloquintanilha13

 

youtube.com/channel/UCRmbEAKy2uRniPPabXh6q2g?view_as=subscriber